Dia do Orgasmo

Pois é, nessa hora você tem certeza que é o Dia Mundial do Orgasmo e que o tal do orgasmo, aqui neste paiszinho de melda, será sim alcançado pela digníssima crasse politicanalha, as custas do - óbvio - seu rabo!
E aí? Foi bom pra você? 295 sem tirar???

Diálogo Inspirador

Diálogo entre o despacho da PM da cidade de Mafra (SC) e um policial numa viatura, de serviço...
Pensando bem, o Cabra policial até que tá com a razão...

Tá meio passado...

...mas não deu pra resistir...

Fala Sério...

Sem comentários...

Dez erros em e-mails que podem lhe custar o emprego: versão comentada para dummies

1. E-mails enviados sob influência: Por acaso você tomou alguns drinques após o expediente? Salve sua resposta até a manhã seguinte, quando tiver certeza do que estiver dizendo.
Pois é, caso crássico do sujeito que enche a caveira no almoço, volta pro trampo e responde gentilmente a solicitação do chefe com um "Relatório de cú é rola!". A rola, em verdade vos digo, sobra pra ele, na forma natural de um pé-na-bunda...

2. Sarcasmo e humor negro - O e-mail não é um bom meio de comunicar nuances de sarcasmo, e muitas vezes ele pode ser interpretado fora do seu contexto - com repercussões desastrosas.
Também conhecido como "seus colegas são antas iletradas". Pra eles, coçar o saco com a mão dentro do bolso da calça é o máximo de sutileza entendida e nuance é coisa de viado. Se não quiser passar atestado de babaca metido à gostoso intelectual, e por conseqüência ficar ilhado e na merda, poupe-os de ter que pensar para entender seus comentários.

3. Assuntos particulares - É sempre bom separar negócios e prazer - e usar os recursos da empresa para questões pessoais em geral é uma má idéia.
O único que pode ter prazer usando recursos da empresa é seu chefe. E ele terá um enorme prazer em te fuder... Preciso explicar mais ou quer que desenhe?

4. Críticas profissionais - Se for um assunto breve, diga pelo telefone; caso contrário, vai parecer oficial demais e poderá causar uma preocupação desnecessária. Se a questão for realmente grave, discuta-a pessoalmente.
Ou: se tiver que mandar alguém à merda, ou dizer que o dito cujo é um imbecil incompetente, não deixe provas. E-mails nesse sentido, além de desnecessários, atestam a sua co-imbecilidade.

5. Comentários pessoais e fofoca - É comum usar o e-mail como se a gente estivesse conversando na pausa para o cafezinho, mas a tendência é ‘Encaminhar’ esse tipo de e-mail.
Ou seja, sempre tem um babaca a fim de te fuder, mostrando aquele e-mail em que você colou a foto do chefe no corpo da Andreia Albertini pro próprio. Seu consolo é que o baba-ovo vai elogiar o corpão do chefe e vai tomar um ferro junto contigo...

6. Respostas irritadas - É fácil disparar uma resposta irritada sem pensar. Mas nem sempre é fácil retratar-se. O melhor a fazer é analisar um pouco mais o seu e-mail, se possível, ou aguardar um dia antes de responder, se você estiver realmente descontrolado.
Vale o descrito no item 1, substituindo a manguaça pelo ódio cego.

7. Linguagem imprópria - A maioria das pessoas simplesmente não a utiliza, mas para aqueles poucos que o fazem – é uma péssima idéia. Em e-mails profissionais não há lugar para blasfêmias e palavrões.
Tá vendo? Novamente, aquele corno fofoqueiro. Não mande um e-mail dizendo que "o viadinho do gerente fulano, além de corno, não sabe o que pedir... blá, blá, blá, blá". O fofoqueiro de plantão vai mostrar pro chefe. Nesse caso, você se fode sozinho.

8. Segredos comerciais ou assuntos sigilosos da empresa - Esse assunto pode muito bem lhe render um processo judicial e também uma demissão.
Por segredo comercial ou sigiloso da empresa entenda: "dona Evelyn Mariluce do comercial tá soltando a rosca pro patrão!". Basta um e-mail desses prum colega e quem aparece??? O corno do fofoqueiro outra vez! Não tem mais o que fazer, faz o patrão estender o benefício da pica-própria da Dona Evelym pra você!

9. Linguagem racista ou sexista - É melhor evitar esse tipo de coisa em sua fala normal, e muito mais nos seus e-mails profissionais.
Em outras palavras, não diga que a dona Evelyn uma máquina de churros eficiente. Isso pode lhe custar o emprego e uma baita hemorróida profissional...

10. Mensagens excessivamente emocionais - Mesmo que sejam enviadas de fora de seu ambiente de trabalho, lembre-se de que sua imagem está em jogo.
Não banque o Emo em seus e-mails! A próxima vítma pode ser você... Bichona!

Vamo Combiná...

...Esse cabra não foi preso por tentativa de suborno!

R$ 30 reau?????? Com certeza foi desacato à otoridade...

Contos de Fadas e Fodas...

"Era uma vez, numa terra muito distante, uma linda princesa, independente e cheia de auto-estima que, enquanto contemplava a natureza e pensava em como o maravilhoso lago do seu castelo estava de acordo com as conformidades ecológicas, se deparou com uma rã. Então, a rã pulou para o seu colo e disse:

- Linda princesa, eu já fui um príncipe muito bonito. Mas, uma bruxa má lançou-me um encanto e eu transformei-me nesta rã asquerosa. Um beijo teu, no entanto, há de me transformar de novo num belo príncipe e poderemos casar e constituir um lar feliz no teu lindo castelo. A minha mãe poderia vir morar conosco e tu poderias preparar o meu jantar, lavarias as minhas roupas, criarias os nossos filhos e viveríamos felizes para sempre...

E então, naquela noite, enquanto saboreava pernas de rã à sautée, acompanhadas de um cremoso molho acebolado e de um finíssimo vinho branco, a princesa sorria e pensava:

- Nem fo...den...do!."

O Que Todos Desconfiamos...

Melody Petersen, ex-repórter do The New York Times, especializada na cobertura da indústria farmacêutica, após anos acompanhando de perto o segmento e a evolução das empresas do setor, resolveu escrever sobre o tema e, apesar de um certo "Oliverstonismo" conspiratório, o livro pega pesado com indústria, de forma certeira.

Ela é textual quando afirma que, hoje em dia, é mais importante vender remédios do que criá-los. Ainda que para vende-los seja necessária a criação do desejo no consumidor, literalmente inventando doenças, ou melhor, traduzindo uma doença em quatro ou cinco outras, com medicamentos e práticas de comercialização e marketing condenáveis para cada um deles.

Mais você lê aqui na matéria da Exame.

Em tempo: o livro dela atende pelo sugestivo título de "Our Daily Meds: How the Pharmaceutical Companies Transformed Themselves into Slick Marketing Machines and Hooked the Nation on Prescription Drugs", maomeno alguma coisa como "Nossos medicamentos Diários: Como as Companhias Farmaceuticas se Transformaram em Máquinas Escorregadias de Vender e Viciaram a Nação em Drogas Receitadas"

Nova Modalidade em Pequim 2008!

Pois é, e lá a família do criminoso ainda paga bala... Este ano, no mundo inteiro, China e Irã foram os países que mais condenaram à morte.

O diacho é adotar a omissão sobre este tipo de realidade em nome da grana que o pós-consumismo chinês vem jorrando nos mercados internacionais.

Coisas do tipo aceitar a China como "Economia Livre" ou de que lá os direitos trabalhistas simplesmente inexistam, condenando trabalhadores com baixa especialização à regimes de trabalho semelhantes aos existentes na aurora da Revolução Industrial, num semi-escravismo capitalista puro.

As Legítimas...



As verdadeiras bolas anti-stress!

Que mané apertar bolinha com o Smile o cacete! O negóço é escrever o nome do chefe nessas e mandar ver. Manda o stress pro cacete e ainda serve de paliativo para a sede de vingança...

A História do Mamute

video

Uma imagem...

...Vale mais que mil palavras...


Porta-Cagada

Última novidade: Seu cagador portátil!

Apertou? Deu vontade? É só montar, aprumar e mandar ver!

Perfeito para campings, shows ao ar-livre, viagens e tudo mais que sua imaginação puder inventar!

Você ainda pode mandar para seu deputado predileto! Mas cuidado, antes de mandar, verifique a capacidade intelectual de seu deputado: a quantidade de merda que ela suporta equivale a um projeto de lei de um "Dia Nacional do Envelope Pardo" ou similares.

Compras direto na fábrica: The Brown Corporation.

Calo Doendo

Marta Suplicy estuda processar a AMB por conta do nomezinho dela aparecer na lista...

Ou seja, achei a barata no quarto mas, jáq ue não consigo matar a barata, vou explodir o quarto!

É bom lembrar que não há nada inventado na lista. Ela é, apenas e tão somente, uma compilação do que qualquer pessoa, que queira saber mais sobre seu candidato, pode descobrir se acessar os mecanismos de buscas dos sites dos tribunais de justiça dos respectivos estados.

Ou seja, já é informação pública. O que a AMB fez foi facilitar seu acesso.

Marta quer processar sem fundamento por estar sendo processada com fundamento.

Aproveitando, o link (atualizado) para a lista é esse!

Flautista? Não! Flatulista...

Pois é, conheçam Mr. Methane!



Mais sobre o "músico" escocês, vocês podem ler aqui.

*******
n.e.: Ele só precisa aprender a "tocar" Cu-cu-ru-cu-cu Paloma... Vai ser identificação imediata com os amantes de seu repertório.

Corporativismo

Vereadores aprovam homenagem a casa de dançarinas e geram polêmica
Documento diz que funcionárias do local oferecem momentos de descontração. Moradores e comerciantes questionam decisão dos vereadores de Carazinho (RS)


Cara, sinceramente, não sei poque a surpresa do pessoal de Carazinho.
Políticos sempre foram corporativistas, logo, nada mais natural do que uma homenagem às próprias mães.
Nada contra as putas, honradas e laboriosas trabalhadoras do árduo ofício da carne. Já quanto aos filhos...

Yes!!!!

Um brinde ao tempo seco!
Só ele pra coibir a epidemia de gerundismo.

Contribuição Sem Sentido

Imposto de renda na fonte: 27,5%

Carga tributária brasileira: 37,5%

Custo de médio de um parlamentar brasileiro ao mês: R$ 50.000,00

Enfiar a mão no bolso e o dedo no rabo do contribuinte com mais um imposto (CSS) mesmo batendo recorde de arrecadação no primeiro semestre de 2008, sem a CPMF, fazendo com que o brasileiro pague máomeno R$ 1,8 bilhão por dia: isso companheiro, não tem preço

Quarta Frota

Tá todumundo sissi por conta da recriação da Quarta Frota da Marinha dos EEUU, crentes que o tal do pré-sal e seus óleos ainda nem extraídos são a causa desta recriação. A célebre mania de perseguição do imperialismo ianque à pujança do gigante adormecido.

Bom, como a porra do gigante tomou um boa-noite cinderela de sua impávida e vibrante (melhor seria latejante) classe política, e não acorda de jeito nenhum, os EEUU, em verdade vos digo, caga troncos pra nós.

Do jeito que o Lobo-Mau acha que o tal do pré-sal deve ser explorado, criando um novo cabide de empregos uma nova estatal para tanto, haja competência pra tirar o óleo das profundas. Também, mané, esperar o que do preposto do marimbondo de fogo...

Voltando à vaca-fria, acho que o alvo da preocupação americana é outro...

A Lista!

Finamente a Associação dos Magistrados do Brasil publicou a famigerada lista dos que devem, ou com certeza vão acabar devendo, à justiça e aos incautos que os elegeram.

Dê um pulo no site da AMB e escolha cidade e o município conforme vossa preferência. Depois é só esperar pra ver se o nome do vosso candidato figura na dita cuja. Se figurar... Bom, se figurar e Vosssa Senhoria votar no fidaputa, mereceis uma bela atochada, especialidade da casa!

E não se esqueça: tá na lista, tá na merda! Candidato à condenado não deve ser candidato à imunidade.

UPDATE:

A lista ainda é pequena. Cabe ao juiz eleitoral de cada Zona anotar ali seus candidatos mais cagados. Logo, e-mails pra esse pessoal se mexer e atualizar a "Lista".
Embora pequena, nomes badalados já constam, como por exemplo Marta, a Suplíce e Paulo "Salim Saieu" Maluf.

Piada Óbvia do Dia:

Bruce Wayne, enfim, perde o controle...

Olhar Diferente

Um interessante especial multímidia do El Clarin sobre o Brasil como potência do petróleo, incluindo uma visão crítica comparativa, entre o cenário brasileiro e o argentino da indústria.

Embora a Argentina tenha sido pioneira na exploração e refino de petróleo na América Latina, hoje sequer possui uma empresa nacional no ramo.

Follow the yellow brick road...


Recomendação

Rafinha Bastos e A Arte do Insulto
Vale o quanto se espera e, melhor ainda, sem as piadas do YouTube.

Isso parece com alguém que eu conheço...


Sei não, mas tou começando achar que "Thriller", ao invés de zumbis, originalmente tinha múmias no clipe...
(Via Neatorama)

"Admitamos que somos corruptos"

Interessante entrevista do cientista político Bolivar Lamounier ao Estadão.

Algumas coisas ditas por ele são tão óbvias, que nos espanta que não consigamos lidar com elas, como por exemplo, quando elegemos alguém ou mesmo como participamos do próprio processo eleitoral (a tal da festa da democracia).

Estamos às portas, novamente, de eleições. Novamente, por certo, ouviremos os tradicionais clichês de que "político é tudo ladrão", "vão roubar, mas não com o meu voto", "votar pra que? Não muda nada", etc., etc., etc...

Normalmente, os donos das bocas que papagueiam estas "verdades absolutas" tiveram alguma oportunidade de (boa) formação, possuem (ainda) um poder aquisitivo, relativamente à média da população, bastante razoável, tem seu filhos e anseiam - como no texto - que estes tenham melhores oportunidades que eles próprios e por aí vai.

Em tese, através deles de sua mais que provável vontade de evoluir, teríamos simultaneamente, o crescimento da própria sociedade. Mas, ao contrário e, corroborando a tese do texto, o que temos são pessoas que querem evoluir sim, se possível com o menor esforço e da mesma forma que o fizeram aqueles que são os alvos das suas próprias críticas!

Temos agora mesmo, no caso da lei seca, um exemplo claro: o cabra que afirma que político "é tudo ladrão e corrupto", com toda a certeza, se tiver oportunidade, vai preferir pagar a cervejinha do guarda à perder a carteira ou pagar a própria multa. Cumprir a lei e não dirigir se rolar uma caninha, nem pensar!!! E, se pego for, sempre há o jeitinho...

Qual a diferença entre esta corrupçãozinha aqui e a dos mensaleiros? São desproporcionais quanto ao valor, concordo, mas por princípio e mecânica, absolutamente iguais entre si!

O que fazer pra melhorar? Não sei se existe receita, sei o que faço por achar que é o certo.Tento fazer com que minhas práticas não divirjam de meus princípios. Se divergirem, tento e quero ser crítico, essencialmente pra melhorar.

Se o guardinha me achaca, vamos pra delegacia ou pago a multa. Se estiver no direito de reclamar, reclamo, senão (errei porra!) entubo. Puto, mas entubo sim.

Sei em quem votei, cobro (e por isso, pela facilidade que ela hoje nos oferece, viva a Internet) os cabras. Com isso, sei de quem vou falar bem e de quem vou falar mal nas próximas eleições, exercendo o meu parco poder de influência.

Sei em quem não vou votar e naqueles em quem eu talvez vote (preciso ouvir mais, ler mais, pesquisar mais).

Não sonego pra poder ter o direito (ou a consciência limpa) de cobrar destes em que votei, que trabalhem - se me prometeram isto - para que meu imposto seja menor.

Posso parecer piegas, tudo bem, é o jeitinho... Mas garanto que, embora puto, durmo com a consciência tranqüila.

Perolas da Ciência

Última palavra em simulador para o ensino nas áreas biomédicas!

Segundo os responsáveis, sobre o dito cujo:

"as pupilas de iStan podem se dilatar e contrair, sua pele pode se arrepiar e suar, e ele ainda pode sofrer um ataque cardíaco. O manequim ainda pode sofrer variações na pressão arterial, sangramento interno dos órgãos, falência dos pulmões e emitir barulhos do intestino."

Quer dizer, o troço é tão realista, que se mal apertado pelos imberbes estudantes, ele peida.

Agora, imagina só, você sabendo que o bicho é um manequim, vais exercitar a famosa massagem de ressucitação, e no primeiro aperto Prrrrrrrrrrrrrr!!! Quero ver controlar o riso e seguir com a aula...

Violentado... Hein??!!??!

Atenção ao penúltimo parágrafo, à agonia do pobre ser vivente...   

Outra coisa...

Que diabo de exame foi feito no pinto do mané pra rastrear um boquete vadio, feito à sorrelfa, sem consentimento nem sentimento, escalavrando o pobre bisonhento???

Meda...

Agora, numa sala perto de você, pé no saco for dummies. Quem assistir o filme do camarada ganha de brinde um passaporte CVV, com direito a assistência de uma Anjo da Guarda 24h! 

Plantão Cultura

Notícia no plantão do GloboOn - Cultura:

"Rick & Renner lançam CD no Domingão do Faustão"

Cultura?

Tá bom, pode me chamar de preconceituoso, mas Cultura, Rick & Renner e Domingão do Faustão não deviam ser expressões associadas a nenhum caderno de cultura. 

Spam Statistics

Estatística  Atualizada da Nossa Caixa Postal - Spams Recebidos: Semana 2 (12-18/07)

  • 32 mensagens - Viagra, Cialis e afins eretivos;
  • 19 mensagens - Shampoo Esperança, Shampoo da Amazônia, cura da calvície;
  • 31 mensagens - Curso Prático de Marcenaria, outros cursos práticos e afns;
  • 17 mensagens - phishing e afins;
  • 118 mensagens - outros assuntos menos votados ou sem relevância.

A julgar pelos mais comuns, sou um otário, careca e brocha que precisa urgentemente de uma ocupação para não virar um pervetido, otário, careca e brocha.

Leia-se...

... A edição ficou uma merda...

UPDATE

Corroborando as nossas humílimas impressões, a PF distribuiu menos de 5 minutos da gravação da reunião (que teve 3 horas de duração) em que foi decidida a saída do Delegado Protógenes.

Uma observação atenta do trecho divulgado nos faz chegar a conclusão de que, como diria Tim Maia, nada é nada e tudo é tudo.

Mais dos miúdos...

Tá ficando bão...

Teste sua Cafeína...

...E mande seu mouse pro espaço.

Seca.

Discordo da histeria, mas devo concordar com o ponto central do texto: os acidentes cairam não por causa da Lei, mas por conta do frenesi de fiscalização (leia-se "blitzes") que decorreu da polêmica de sua edição.

Seja uma blitz no oficial, seja no paralelo... O camarada sifu de qualquer maneira.

Batendo Bola

O fetiche de um funcionário da companhia aérea British Airways por saltos altos acabou indo parar nas mãos da Justiça britânica, depois que o homem foi flagrado usando calçados femininos e "desfilando" em uma passarela imaginária em seu escritório.

********
Justiça? Pra que isso? Quanta violência!
Apresenta à ele o Ronaldo Felônemo prá bater uma bolinha. Afinal, de baitolice e salto alto, os dois parecem entender tudo...

Nós somos cromossomos!

Há trinta anos, nascia o primeiro bebê concebido in vitro, bagulho mormente conhecido por proveta.


O primeiro bebê de proveta do mundo, a britânica Louise Brown, celebrará seu trigésimo aniversário no próximo dia 25 de julho.
Bom, presumindo pela foto de Luise Brown hoje em dia (acima, com o filho), eu diria que a tal da Proveta deve ter sido usada momentos antes pra botar banha da fritura do fish and chips do médico que conduziu o processo de fertilização e esqueceram de lavar a dita cuja.

Um caso crássico de transferência pós-traumática!
Bom, o Daniel Dantas disse que tinha "facilidades" nos tribunais superiores. Aí...

Consta que, no mesmo contexto do que havia dito sobre os tribunais superiores, seu único temor era a PF. Mas também consta que possuía ligações com o Comissário, e, como o atual diretor da PF é do grupo do Comissário, aí...

Na verdade, isto tudo é só suposição, mas quem, há uns 6, 7 anos atrás, iria supor que o PT tivesse tamanha desenvoltura política e que, para desempenhá-la, iria - ou defenestrando, ou isolando - prescindir de algumas figuras que fizeram sua história...

Bom, se não for isso, se as explicações dadas para o afastamento da equipe (e não só o delegado Protógenes), forem verdadeiras, Coelhinho da Páscoa para presidente! Basta lembrar do destino dos policiais que prenderam o Duda Mendonça numa rinha de galos algum tempo atrás...

***

Com relação ao STF, só pra constar, segundo artigo da Folha deSP, reproduzido aqui, no Blog do Noblat, este ano eles recusaram mais de 80% dos HC's pedidos. Esses do Daniel Dantas (e em cascata) são, podemos dizer, exceções...

UPDATE

Os bastidores do afastamento dos delegados que conduziam a operação Satia... Stig... Bom, a pica no Daniel Dantas (e por extensão em alguns figurões Petistas e Tucanos). Quem assistiu ao jornal nacional ja viu, que não viu, vê ou lê aqui

Em tempo: o Coelhinho da Páscoa não mais se candidatará...

Miúdos dançam miudinho

Mais um da quadrilha dos Miúdos em cana. Não sei por quanto tempo, afinal, no Brasil, a polícia prende mal e a justiça solta fácil, mas nesse caso é fundamental não perder as malditas esperanças.

Estes putos (na minha terra, putos são crianças), são responsáveis pelo afundamento do que havia sobrado do Estado do Rio de Janeiro. Acabaram com o que restava de chance do estado retomar seu desenvolvimento econômico.

Eles nos deram, além do populismo barato do tudo a umrreal, próceres republicanos como Alvaro Lins (organizador de festas juninas, com imenso KnowHow em quadrilhas), Gilson Cantarino e outros. Agora tentam nos empurrar a filhota, que organizava festinhas com teu dinheiro (trouxa) no Palácio Guanabara, como candidata à vereadora.

Nunca esqueça dos cornos de ambos. Trouxa.

HC

Cuidado....
Muito Cuidado...

Programa de Milhagem

Onde você ganha por aterrar e não por voar...

De milhar em milhar, os galinhas enchem os respectivos papos...

Em tempos de Daniel Dantas, esquecemos que, como gênio das finanças, ele só acochambra grana na casa dos milhões. Já aqueles que não possuem tal pendor, apenas uma irrefreável vontade de botar a mão num extra, pegam várias vezes (tipo, todo mês), nossa suada grana em prestações menores dignas de Casas Bahia.

No caso de alguns senhores que trabalham no senado, mas que não são necessariamente senadores (mas devem contar com a aquiescência - em troca dos 15% regulamentares - de algum senador), resolveram contratar um Banner, no site Paraíba.Com.Br por míseros R$ 48.000,00...

Só pra constar, minha mulher, professora do ensino fundamental no Estado do Rio deJaneiro, ganha isso ao longo de 36 meses.

O furo foi dado aqui e eu reproduzo - pedindo à vocês que façam o mesmo - pra ver se alguém dá alguma importância. No post do Contraditorium você descobre também que, (IRONIA MODE ON) além do banner ser enorme, o dito site tem um volume de tráfego que justifica plenamente seu valor (IRONIA MODE OFF).

Aqui você pode ver o contrato vigente. Aqui você descobre que a mamata já vem do ano passado, no valor um pouco menor de R$ 40.000,00/mês. Total da mamadinha: R$ 768.000,00 pagos até junho deste ano.

Reabrindo os Trabalho.

O nome deste blog é uma herança do meu avô, lusitano de alta estirpe camponesa (ou seja, grosso feito rinoceronte ferido, mas com um coração enorme) dono de um boteco aqui em Botafogo, ao mesmo tempo minha creche e uma das minhas referências de vida. Assim, nota-se que o tema (pés sujos e cia) me é caro...

Após uma longa inatividade, resolvi pois, reabrir o boteco, cutucado pela vontade de falar mais do que boca permite, embora muito provavelmente me farei ouvir apenas nos antro obscuro e pervertido que é minha consciência. Claro que alguns amigos (por piedade, óbvio) vão ler estas, sempre mal traçadas linhas, minimamente para poder dizer aos cochichos que este pobre cidadão tá comceçando a comer pedra.

Para reinaugurar o buteco em bom com alguma coisa que servisse de ligação com o que eu já fiz antes, ressucitei um texto que descreve aquelas características básicas que qualquer buteco que se preze deveria ostentar para assim ser chamado. Este post, originalmente escrito por ocasião de uma reportagem dÓ Globo que criticava a invasão dos new-botequins (belmontes, manueis e afins...), foi composto basicamente com as lembranças do tempo de creche (vide primeiro parágrafo) e dos tempos de bebedor da ativa

Então, um Pé Sujo Crássico ser assim nomeado, seguem aqui algumas dicas para você, incauto bebedor, desavisado petisqueiro, poder reconhece-los sem medo de ser feliz:

1) Os tradicionais vidros de conserva: tremoços (o principal), cebolinhas, picles e afins. Mas apenas os procure: normalmente são tão antigos quanto o boteco e funcionam como peças de decoração!

2) Na mesma linha, os ovos coloridos. Pé sujo sem ovo colorido tem algum desvio de caráter.

3) Procure pelo oratório com o santo (padroeiro do boteco, do dono ou de ambos). Acompanhando a imagem, as indefectíveis flores de plástico desbotado ou galhos de arruda que dão o tom. Esse é um item não-obrigatório, mas atesta, novamente, o caráter do antro.

4) Procurem por new-pagodeiros em meio a clientela. Se achar algum, corra!

5) Computador: pé sujo informatizado? Nem fudendo!

6) Copos: os autênticos Nadir Figueiredo Crássicos, aqueles de médio coturno, vidro canelado, multifuncionais - servem das médias e cafezinhos as cachaças e cervejas. Desconfie se não forem os tais.

7) Voltando aos petiscos, uma forma de bolo feita as vezes de bandeja, carregada de carnes cozidas no feijão, entremeadas de democrática farofa, podem atestar a qualidade do lugar. Prove. Lembrou do feijão da vovó? Pois é, o boteco tá aprovado.

8) Procurem por um português, ou por um filho deste. Tá atrás do balcão? Então pode entrar. Também não é característica obrigatória, mas que pesa, pesa...

9) Essa é antiga, mas vale: serragem no chão é forte indicativo de botequinismo de qualidade. Prática que garante uma ambiência peculiar mas limpa. Garantia de honestidade do local.

10) Essa é óbvia: chope e/ou cerveja, servidos sempre nos supracitados copos (menores, não dão tempo para que o conteúdo esquente), devem ter a classificação cú-de-foca, ou seja, mais gelado impossível. Colarinhos honestos, que não deixam o gás escapar, em ambos os casos são extremamente recomendáveis como indicadores de competência do serviço. Novos acessórios, como os isopores individuais pra conservar a cerva, são permitidos.

11) Nessa linha, cheque a caipirinha: peça com vodka e se o balcão retrucar com um "Vodka não temos, não seinhoire", tome assento e fique tranqüilo pois o lugar tem pedigrí.

12) Banheiro, sempre um assunto delicado, mas obrigatório. Note que eu disse banheiro, no singular, já que normalmente o pé sujo só tem um para os três séquiços. Normalmente são limpos pela manhã, meia boca na tarde e uma imundície a noite. É a desconfortável desvantagem do pé sujo, mas autentica o lugar. Rola uma serragem básica também, mas nada garante a higiene local. Nó no pinto, rolha na perseguida e vá em frente.

13) Cozinha: pequena e apertada, com panelas bem enegrecidas pelo uso, assusta um pouco, mas dá pra sentir que rola uma preocupação com a honestidade dos comes do local. Desconfie se o lugar tiver "cozinha ampla e moderna". O portuga não é arquiteto, logo...

14) Mesas e cadeiras preferencialmente de madeira, mas não é obrigatório. Podem ser as do patrocinador do freezer tambem que não compromete.

15) Procure pelo quadro negro (pode ser patrocinado também) com o cardápio do dia. Pé sujo sem quadro negro, sei não...

16) Falando em cardápio, procure pelo dito cujo e observe se ali estão os consagrados pratos de nossa culinária botequinesca: rabadas, feijoadas, feijão branco com dobradinha e que tais. desconfie se tiver alguma coisa fora desse circuito e corra e se tiver alguma opção light. Light e boteco são expressões do vernáculo que não podem coabitar o mesmo contexto.

17) Decoração: se for planejada, esquece. Tem que ter os bons e velhos apetrechos de boteco (maquina registradora antiquada, máquina de café pingado, vidros de conserva, mesas e cadeiras toscas, e etc.) fazendo plano pro fundo de azulejos, normalmente bicolores e dispostos em diagonal. Desconfie do uso excessivo de aço inoxidável também. Espelhos, sempre pequenos e normalmente na saída.

18) Café é pingado. Expresso em botequim é a mesma coisa que encontrar tremoços no Armazem do Café. Não rola.

19) No quesito originalidade, procure por um pé de comigo-ninguém-pode ou de espada-de-são-jorge. Peças fundamentais das tradicionais técnicas administrativas que envolvem a prevenção de crises, evitando o mal dos males: mau olhado. Todo pé sujo tem uma prantinha dessas.

20) Last, but not least, paz. Entre e puxe a cadeira: se sua paz de espírito sentar na cadeira ao lado, esse é o lugar. Relaxe e aproveite.

n.e.: As dicas acima se aplicam aos mais comuns botecos, os pés sujos. Com poucas adaptações, podem valer para outros estabelecimentos correlatos, como os cú-de-fora e os cospe grosso.